SAT Fiscal

SAT Fiscal

 

SAT FISCAL

SAT Fiscal

Mas o que é um SAT Fiscal?



SAT FiscalO SAT Fiscal é um equipamento de automação comercial. Significa: Sistema Autenticador e Transmissor Fiscal, ou seja, é um equipamento que resumidamente substitui as antigas impressoras fiscais lacradas. Ele é o novo responsável em enviar as informações sobre seus cupons ficais emitidos diretamente (através da internet) para os órgãos fiscais competentes. Então, para sua frente de caixa você irá somente precisar agora de um PDV + Sat Fiscal + impressora não fiscal.

Obrigatoriedade

Foi publicada a Portaria CAT-59 de 11/06/2015, com as seguintes alterações na obrigatoriedade:

Postos de combustível: A partir de 01/07/2015, deverão emitir Cupom Fiscal Eletrônico (CF-e-SAT) em substituição a Cupom Fiscal emitido por equipamento ECF que contar 5 anos ou mais da data da lacração inicial. Esta condição se encerra em 01/01/2017, data em que não será mais permitida a emissão de Cupom Fiscal por ECF, devendo estes serem obrigatoriamente cessados.

Demais ramos de atividade: A vedação de uso de ECF com 5 anos ou mais da lacração inicial ocorrerá de acordo com o código de Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) do estabelecimento. Dependendo da CNAE, a vedação poderá se iniciar em 01/07/2015, 01/08/2015, 01/09/2015, 01/10/2015 ou 01/01/2016(*).

Consulte maiores informações diretamente em: http://www.fazenda.sp.gov.br/sat/obrigatoriedade/obrigatoriedade.asp

Um pouco mais sobre o SAT Fiscal

O aparelho eletrônico registra informações sobre o faturamento das empresas e as encaminha à Secretaria da Fazenda

 


sat fiscalComeça a vigorar no mês de julho, em todas as cidades do estado de São Paulo, o uso de equipamentos SAT Fiscal, sigla para Sistema Autenticador e Transmissor, para armazenar as informações das operações comerciais realizadas por companhias dos mais variados segmentos. A medida é indicada para empresas com faturamento acima de R$ 120 mil anuais que fizerem uma nova inscrição estadual a partir do próximo mês ou que tenham ultrapassado o período de cinco anos desde a lacração de seu ECF, o emissor de cupom fiscal, as famosas impressoras fiscais, que registram em sua memória inviolável detalhes de cada venda, para serem auditadas posteriormente pelo órgão governamental.

O objetivo da Secretaria da Fazenda com a mudança é melhorar a logística de envio de informações, diminuir a burocracia e modernizar o sistema de cobrança de impostos no estado, que desde o ciclo do café, há mais de cem anos, é a locomotiva econômica do país. E a principal estratégia para alcançar esta meta é o investimento em tecnologia.

“Nós entendemos que a escolha em um equipamento moderno e contextualizado com o mundo atual é fundamental para uma evolução na nossa relação com os contribuintes. Em pleno século XXI, com a tecnologia e a conectividade literalmente na palma de nossas mãos, com os telefones celulares cada vez mais presentes no dia a dia de todos e a internet regendo tanto as nossas relações pessoais como as profissionais, usar estas novas plataformas é uma maneira de tornar o nosso serviço mais eficiente e que vão permitir ao governo manter a arrecadação e o ritmo de investimentos em setores chaves para a continuação do desenvolvimento do nosso estado. E para o próprio empresário, o SAT Fiscal vi tornar mais simples o seu contato conosco”, explica Lucas H. Nogueira, assessor de comunicação da Secretária da Fazenda.

D-SATO SAT Fiscal é um aparelho compacto, com o hardware e o software integrados em uma mesma peça. Umas de suas maiores vantagens é a não exigência da presença de um técnico especializado ou um representante do fisco para a sua instalação, o próprio contribuinte pode colocá-lo no seu ponto de venda. Ele foi criado com o intuito de se unir de forma sútil e prática à estrutura de equipamentos já utilizados nos terminais de atendimento.

Os requisitos básicos para a implantação do SAT Fiscal já estão disponíveis em toda empresa, são eles: um computador, desktop, laptop ou microterminal, um aplicativo comercial de frente de caixa, que gerencia as vendas, uma impressora comum e conexão com a internet, neste ambas podem ser compartilhadas, e claro, o Sat Fiscal, que deve ser colocado em local visível a todos e conectado ao PC pela porta de entrada USB. Outro ponto positivo é que não é necessário que o aparelho esteja online o tempo todo, podendo enviar seus dados a Secretaria da Fazenda de forma periódica conforme a configuração escolhida pelo próprio usuário, conforme as orientações do fisco ao seu tipo de negócio e faturamento.

Mesmo com a obrigatoriedade do SAT Fiscal apenas começando a vigorar no próximo mês, diversos empresários já se adequaram à nova legislação tributária e equiparam seus estabelecimentos comerciais com o aparelho. Este é o caso do engenheiro de telecomunicações e empreendedor Gilmar J. Vieira, que além de se dedicar a sua profissão em uma das maiores empresas de telefonia do mundo, investiu em uma fonte de renda extra, abrindo uma franquia do setor de vestuário, um quiosque de camisetas clássicas de futebol no Shopping Center Tamboré, na região de Alphaville, em Barueri, grande São Paulo.

“A primeira lição de toda boa administração é cumprir as suas obrigações. Para um negócio, independente da área que seja, funcionar é necessário que a companhia esteja alinhada com as leis trabalhistas e fiscais. Esta é a base de tudo, é partir deste ponto que a gestão do negócio realmente começa, dando espaço para a criatividade e a inovação. O SAT Fiscal acaba por facilitar a nossa vida. E esta é a grande função que a tecnologia tem. Como o aparelho registra todas as informações e já as envia à Secretaria da Fazenda, há uma chance próxima a zero de acontecerem erros de qualquer tipo que poderiam gerar eventualidades ou multas no futuro. Especialmente no meu caso, que me dedico tanto a empresa quanto à minha área de formação profissional, ter uma ferramenta que poupa trabalho é muito bem-vinda”, explica o engenheiro.

Além de Gilmar, que administra o seu negócio de longe, outros empresários também já providenciaram a aquisição do novo aparelho. Rui J. Ritchelli é dono de uma padaria em uma das travessas da Avenida Paulista, maior cartão postal da capital, e da mesma forma que o engenheiro, ele decidiu pela atualização de sua forma de envio dos dados fiscais.

“Para quem gerencia uma empresa, praticidade é a palavra-chave. Tudo aquilo que puder ser padronizado e automatizado, traz um ganho significativo no dia a dia. Mesmo trabalhando em um segmento tão tradicional como o de gastronomia, acho que a tecnologia sempre nos ajuda. Um bom exemplo é o uso de comandas com código de barras. Ele agiliza o atendimento e o pagamento por parte dos clientes, além de permitir um maior controle financeiro e de estoque. O SAT Fiscal torna a nossa relação com o fisco mais simples. Eu mesmo fiz a instalação do aparelho no computador do caixa, seguindo as orientações da empresa responsável pelo nosso aplicativo comercial e tudo correu de forma tranquila. Escolho sempre me antecipar nestas questões, especialmente quando são ligadas a legislação, para poder ficar tranquilo com relação às obrigações e poder continuar a me dedicar de corpo e alma ao negócio da família, que é oferecer produtos de qualidade e um ótimo atendimento aos nossos clientes”, finaliza o precavido empresário Rui.

Qual SAT Fiscal comprar?

Abaixo iremos relacionar algumas respostas para as seguintes perguntas:



SAT Fiscal + impressora não fiscalQual SAT Fiscal ideal para se comprar?
Quais tipos de SAT Fiscais existem?
Eu realmente preciso de um SAT Fiscal?
Onde e como os SAT Fiscais  podem ser utilizados?
Quais as vantagens do SAT Fiscal?

 

SAT Fiscal.



Qual SAT Fiscal ideal para se comprar?

O equipamento de SAT Fiscal ideal para se comprar é aquele que seu fornecedor de software (de seu PDV) lhe recomendar. Na teoria, todos equipamentos SAT de todos fabricantes devem seguir o mesmo protocolo de funcionamento, porém alguns fornecedores de software "travam" e limitam seu funcionamento à apenas alguns modelos de SAT parceiros. Portanto, novamente: consulte seu fornecedor de software sobre qual modelo adquirir.



Quais tipos de SAT Fiscal existem?

Basicamente os modelos existentes se diferem apenas pelos seus fabricantes pois de funcionalidade eles possuem as mesmas: são responsáveis pela transmissão dos cupons fiscais e funcionam como um "mini switch de rede" para possibilitar a conexão de seu PDV + Internet + impressora não fiscal. Atualmente os fornecedores de SAT Fiscais são: Dimep, Gertec, Sueda, Elgin e Tanca.



Eu realmente preciso de um SAT Fiscal?

Se sua empresa está locada no estado de São Paulo e precisa montar um PDV novo, ou substituir uma impressora fiscal lacrada (que já esgoutou sua memória fiscal): sim você precisa se adequar à nova tecnologia e adquirir um SAT Fiscal.



Onde e como os SAT Fiscal's podem ser utilizados?

Os equipamentos de SAT Fiscal são utilizados na frente de caixa junto de um PDV e de uma impressora não fiscal para justamente ser o responsável pela emissão de cupons fiscais e sua transmissão para os órgãos competentes, assim como o envio para a impressora não fiscal para ela poder imprimíl-los.



Quais as vantagens do SAT Fiscal?

As principais vantagens do SAT fiscal é manter sempre em ordem suas informações fiscais de seus PDV's junto dos órgãos competentes, assim como ele substituti a impressora fiscal lacrada que possui vida útil limitada devido sua memória fiscal se esgotar. O SAT Fiscal não esgota memória, não precisa ser lacrado e não precisa ser substituído. 

 

Se você está procurando mais informações e busca mais conhecimento sobre o SAT Fiscal, recomendamos o link: SAT Fiscal.

 

Segue abaixo os modelos de produtos na linha "SAT Fiscal" que temos disponíveis em nosso sistema para cotação imediata. Caso você deseje que nesta listagem também sejam incluídos os SAT Fiscal's que temos disponíveis por encomenda, clique aqui. Se desejar utilize a barra lateral da direita para incluir filtros de busca, como por exemplo filtrar por preços, fabricante e outros detalhes específicos desta categoria de produto.

4 Item(s)

por página

Definir direção descendente

  1. SAT Kit Desenvolvedor - Gertec - 004.0937.5
     PREÇO CONSUMIDOR FINAL - CNPJ INSCRITO NO SINTEGRA DE SP
    R$ 607.35

     

    SAT Kit Desenvolvedor - Gertec - 004.0937.5...

    Saiba mais

  2. Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais D-SAT - Dimep - G05701000
     PREÇO CONSUMIDOR FINAL - CNPJ INSCRITO NO SINTEGRA DE SP
    R$ 837.15

     

    Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais D-SAT - Dimep - G05701000 O Dimep D-SAT é um Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos capaz de documentar, de forma eletrônica, as op...

    Saiba mais

  3. SAT Fiscal Linker - Elgin - 46SAT00CKD00
     PREÇO CONSUMIDOR FINAL - CNPJ INSCRITO NO SINTEGRA DE SP
    R$ 861.03

     

    O linker SAT, é um equipamento que atende a legislação da SEFAZ do estado de São Paulo (portaria CAT 147), para a emissão de Cupons Fiscais Eletrônicos. Devido ao seu tamanho reduzido, e a alimentação através da porta USB...

    Saiba mais

  4. SAT Fiscal USB Switch 2 Portas - Gertec - 004.0934.0
     PREÇO CONSUMIDOR FINAL - CNPJ INSCRITO NO SINTEGRA DE SP
    R$ 929.65

     

    SAT Fiscal USB Switch 2 Portas - Gertec - 004.0934.0...

    Saiba mais

4 Item(s)

por página

Definir direção descendente